Banco de Leite Humano do IFF/Fiocruz promove campanha de doação de frascos

Na semana de 17/5 até 22/5, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH/Fiocruz) celebrou o Dia Mundial de Doação de Leite Humano (19/5) através do “Fórum de Cooperação Técnica Internacional - Doação de Leite Humano. Lições aprendidas durante a pandemia de Covid-19: o que podemos fazer a mais?”. O evento se dividiu em  três sessões temáticas: rBLH - Inovações para Transpor a Pandemia; Bancos de Leite Humano no Enfrentamento da Covid-19: Ações Estratégicas do Local ao Global; e Amamentação, Doação de Leite Humano e Vacinação Contra a Covid-19: Avanços do Conhecimento, sendo transmitido ao vivo pelo canal da rBLH no YouTube e com tradução simultânea para português, espanhol e inglês.


Os debates virtuais pela comemoração do Dia Mundial da Doação de Leite Humano
somaram mais de 7.000 acessos com participantes de todo o mundo

Sob o slogan “Doação de leite humano: a pandemia trouxe mudanças, a sua doação traz esperança”, a comemoração contou com a participação de representantes de Bancos de Leite Humano (BLHs) de países de todos os continentes, como: Angola, Argentina, Austrália, Bolívia, Brasil, Cabo Verde, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Alemanha, Guatemala, Guiné-Bissau, Índia, Indonésia, Irlanda, México, Moçambique, Myanmar, Nova Zelândia, Noruega, Panamá, Paraguai, Perú, Filipinas, Polônia, Portugal, África do Sul, Suíça, Tailândia, Trinidad e Tobago, Reino Unido, Uruguai, Venezuela e Vietnam, somando mais de 7.000 acessos aos debates on-line e ao vivo, através do canal de YouTube da rBLH.

Nas sessões foram debatidos aspectos e experiências que permitiram aos participantes refletirem sobre as mudanças e adaptações necessárias para dar continuidade com excelência ao trabalho das unidades da rBLH durante o enfrentamento da Covid-19. Também foram abordadas a visão do Banco de Leite Humano como Política Pública de Saúde, as tendências de amamentação no cenário atual do combate ao coronavírus e foram compartilhadas inovações para transpor a pandemia.

Os debates contaram com a participação de representantes do Ministério da Saúde, do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS/OMS) e da Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB), entre outros.

Em breve todo o evento estará disponível no portal da rBLH: www.rblh.fiocruz.br


O Banco de Leite Humano do IFF/Fiocruz recebe doações de frascos
de vidro com tampa plástica necessários para armazenar o leite doado

Doação de frascos: Reciclando pela Vida

Nesse contexto da celebração do Dia Mundial da Doação de Leite Humano, o Centro de Referência Nacional para BLHs, localizado no IFF/Fiocruz, recentemente lançou a ação “Reciclando pela Vida” como reforço da campanha de doação de frascos de vidro, ação permanente e que está em vigor durante todo o ano, pois esses recipientes são indispensáveis para o armazenamento do leite materno doado.

A campanha visa prevenir a queda dessas embalagens, insumos essenciais para o trabalho dos bancos de leite humano. “Aqueles frascos de vidro com tampa de plástico, de algum produto alimentício, como os de maionese, achocolatados ou café solúvel, são os adequados para armazenar e preservar o leite materno doado”, explica a coordenadora do BLH do IFF/Fiocruz, Danielle Aparecida da Silva.

Importância da doação

O leite humano contém todos os nutrientes que um bebê necessita nos primeiros seis meses de vida até cerca de dois anos para se desenvolver de maneira saudável, além de conter substâncias que o protegem contra doenças e infecções. Por isso, é considerado o alimento essencial de qualquer recém-nascido, principalmente para os prematuros ou que possuam alguma patologia, internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Neonatais das maternidades. Nesse sentido, a solidariedade de outras mães é fundamental para obter o alimento desses bebês hospitalizados, a partir da doação de leite materno. Só que esses leites doados precisam ser armazenados em frascos durante sua coleta, pasteurização, controle da qualidade, refrigeração e em todas as fases do processo, até serem entregues nas UTIs e alimentarem os recém-nascidos internados.

“Nos últimos anos, muitas indústrias têm mudado suas embalagens de vidro por frascos de plástico, isso somado ao contexto atual da pandemia de Covid-19, influencia que o Banco de Leite do IFF/Fiocruz esteja recebendo poucas doações de frascos, o que atrapalha o processo de coleta, e assim a manutenção do produto dentro do BLH e até a entrega do alimento nas UTIs Neonatais. Sem frascos não temos como armazenar o leite doado. Hoje, a necessidade do BLH do Instituto está em torno dos 1000 frascos por mês”, afirma Danielle.

Como doar frascos

Para colaborar com a nutrição dos bebês não é preciso ser mulher nem estar amamentando. Qualquer pessoa pode contribuir tornando-se doador de frascos de vidro com tampa plástica. Basta entregar os frascos no BLH do IFF/Fiocruz ou ligar para os números (21) 2554-1703 ou 0800 026 8877 e solicitar informações sobre doação de frascos.

Vamos “reciclar pela vida”! A doação de frascos de vidro com tampas plásticas ajuda a salvar vidas.

Postos de coleta de frascos de vidro:

  • Banco de Leite Humano (BLH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz)
    Local: Avenida Rui Barbosa, 716 – Flamengo – Rio de Janeiro
    Contatos: (21) 2554-1703 ou 0800 026 8877
  • Local: Fiocruz Campus Expansão (Manguinhos)
    • Centro de Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz)
    • Portaria da Coordenação-Geral de Infra-Estrutura dos Campi (Cogic)
    • Entrada do Sindicato dos Servidores de Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública - Asfoc-SN
    • Restaurante do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos)
    • Portaria da Expansão
  • Para coletas domiciliares, entre em contato pelos telefones: (21) 2554-1703 ou 0800 026 8877




Informações Adicionais