IFF/Fiocruz recebe reconhecimento do Ministério da Saúde por ações voltadas ao cuidado de bebês prematuros

Em alusão ao Novembro Roxo, mês da consciência para os cuidados e prevenção da prematuridade, o Ministério da Saúde (MS) apresentou, no dia 26 de novembro, ações voltadas ao cuidado às gestantes e recém-nascidos no Sistema Único de Saúde (SUS), além da qualificação do pré-natal e do parto na Atenção Primária, atenção aos bebês pré-termo e dados de nascimentos de prematuros no país.

Ministério da Saúde promove evento alusivo ao Novembro Roxo

A solenidade contou com as presenças do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, do secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmera Medeiros, do secretário de Atenção Especializada à Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte, do Diretor do Departamento de Ações Programáticas em Saúde, Antônio Braga, do Diretor do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Fábio Russomano, da pesquisadora e coordenadora de Ações Nacionais e Cooperação do IFF/Fiocruz, Maria Gomes, entre outras autoridades.

Durante a cerimônia, foi anunciada a expansão e ampliação de atividades do QUALINEO, estratégia criada pelo MS, por meio da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM/DAPES/SAS) com a coordenação executiva do IFF/Fiocruz, pautada na redução das taxas de mortalidade neonatal e qualificação da atenção ao recém-nascido nas maternidades.  Segundo a coordenadora de Ações Nacionais e Cooperação do Instituto, essa ampliação representa um grande avanço para a atenção neonatal no Sistema Único de Saúde, uma vez que será estendida aos 27 estados da federação brasileira.

A coordenadora de Ações Nacionais e Cooperação do IFF/Fiocruz,
Maria Gomes, também prestigiou o evento

“Essa estratégia é pautada em três eixos articulados e complementares para a qualificação da atenção, organização da rede e redução da mortalidade materna e infantil no Brasil: fortalecimento da capacidade de gestão no âmbito dos estados, municípios e serviço; qualificação das práticas clínicas e monitoramento do cuidado. Essa potência de iniciativas, somada às práticas de promoção e proteção do aleitamento materno e da Rede de Bancos de Leite Humano, traduz a consolidação do IFF como instituto nacional, tendo em vista a sua atuação executiva na realização dessas políticas”, enfatizou Maria.

Além do reconhecimento do IFF/Fiocruz no aprimoramento das práticas voltadas à prevenção da prematuridade, o Instituto também foi mencionado em várias falas dos participantes, ressaltando a sua colaboração na formulação, implementação e monitoramento de políticas voltadas para a saúde de mulheres, crianças e adolescentes e, especificamente citado pelo secretário Franco Duarte, que agradeceu todo o esforço dos trabalhadores do IFF em manter o atendimento aos seus usuários durante a pandemia da Covid-19, como teve oportunidade de observar em recente visita às  instalações do Instituto.

O diretor do IFF, Fábio Russomano, recebeu o certificado
de reconhecimento das mãos da ministra Damares

Na oportunidade, o IFF/Fiocruz também foi homenageado pelo Ministério da Saúde pelo trabalho que desempenha na liderança da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano. Na oportunidade, o Diretor do IFF, Fábio Russomano, recebeu, das mãos da ministra Damares Alves, um certificado registrando esse reconhecimento.  O momento também foi oportuno para um cumprimento do ministro Eduardo Pazuello ao diretor Fábio Russomano, ato que expressou o reconhecimento do MS ao trabalho prestado pelo IFF.  Neste sentido, Russomano estende esse cumprimento a todos os trabalhadores da Fiocruz.


 IFF/Fiocruz recebeu certificado de reconhecimento

Informações Adicionais