Fundação Oswaldo Cruz abre as portas para mais uma edição Fiocruz pra Você

No último sábado (19/10), em todo o país, foi realizado o Dia D pela Vacinação, uma iniciativa do Ministério da Saúde (MS) que tem como objetivo fortalecer a importância da imunização de crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Para reforçar esse compromisso com a saúde pública brasileira, a Fundação Oswaldo Cruz abriu as portas para mais um evento Fiocruz pra Você. Já em sua 26ª edição, a iniciativa foi marcada por um grande ato pela vacinação, cerca de 600 trabalhadores, gestores, autoridades e moradores de comunidades vizinhas se reuniram durante o evento para formar uma grande gota simbólica em favor da vacinação.


Cerca de 600 pessoas ser reuniram para formar uma grande gota (Imagem: divulgação)

Durante todo o dia, pais e responsáveis que levaram seus filhos para receber o imunizante se divertiram com inúmeras atividades lúdicas, culturais e de promoção da saúde, organizadas pelas unidades da Fundação. Para a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, foi um dia de festa, de mostrar a Fiocruz para a população, “montamos o posto de vacinação na biblioteca, um lugar de transmissão de conhecimento, pois o ato da vacinação também é transmissão de conhecimento, e muito importante para a proteção e prevenção de doenças”, enfatizou.

O Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) marcou presença com a participação em diversos estandes. Através da cultura e do saber, cerca de 200 voluntários participaram da iniciativa. Para o diretor do IFF/Fiocruz, Fábio Russomano, o Fiocruz pra Você representa uma oportunidade de a Fiocruz reafirmar sua posição em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e de estratégias para a promoção da saúde da população brasileira, em especial, das crianças. “Nesse dia, as unidades que compõem a Fundação se fazem representar, e o IFF ocupa uma ampla área de exposição com atividades educativas e lúdicas relacionadas à saúde de mulheres, crianças e adolescentes”, destacou.


O diretor do IFF, Fábio Russomano, prestigiou o evento e ressaltou a ampla
participação do IFF/Fiocruz

Entre os estandes, estava a equipe da Coordenação Técnica de Fisioterapia, que abordou assuntos relacionados ao desenvolvimento motor de crianças de até um ano de idade, além de orientações de um ambiente familiar saudável. De acordo com a fisioterapeuta Carla Trevisan, a feira é um excelente espaço para fazer a triagem dessas crianças. "Entendemos que o desenvolvimento motor no primeiro ano de vida é muito importante, por isso, estamos aproveitando a feira para orientar as famílias sobre como estimular o bebê através do brincar”.

A fisioterapeuta Roberta Correia disse que a equipe da Fisioterapia Respiratória estava participando pela primeira vez e que o Fiocruz pra Você é muito apropriado para orientações. “Estamos trabalhando com cards, orientando as crianças e suas famílias, depois eles participam do jogo dos erros para averiguarem se compreenderam as explicações e assimilaram o conhecimento a respeito dos cuidados no ambiente familiar”, acrescentou.

Para complementar o cuidado com os pequenos, a Unidade de Pacientes Internados (UPI) – Pediatria e a Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde (Coremu) abordaram a prevenção de acidentes domésticos com crianças, obesidade infantil e lavagem correta das mãos. As orientações foram trabalhadas através de pinturas e brincadeiras. “Estamos orientado as famílias sobre prevenção de acidentes de acordo com cada faixa etária, além da importância de oferecer uma alimentação saudável e balanceada aos pequenos, e não menos importante, falamos também da higienização das mãos, primordial para prevenção de viroses”, complementou a enfermeira Tânia Barroso. A pequena Isabelle, de 9 anos, escutou atenta as orientações, além de exibir uma bela pintura do unicórnio, estampada no rosto.


As orientações através do lúdico chamou atenção dos pequenos

Com esclarecimentos à população sobre o parto humanizado, os métodos não farmacológicos para o alívio da dor e ausculta dos batimentos cardíacos fetais, o estande da Enfermagem Obstétrica atraiu as futuras mamães que esperam ansiosas pelo momento do parto. “Fiquei emocionada ao ouvir o coração do meu bebê,” destacou Suellen Bernardo, que espera ansiosa, pela chegada do pequeno Erick. Para complementar as orientações, a Neonatologia abordou os cuidados com os recém-nascidos.

E a festa da vacinação não poderia deixar de fora a primeira vacina que o bebê recebe ao nascer, o leite materno. Neste sentido, o trabalho de conscientização e apoio à amamentação e a doação de leite humano foram questões abordadas pela equipe do Banco de Leite Humano (BLH) do IFF/Fiocruz. “O leite materno é um alimento completo. O colostro, leite que a mulher produz nos primeiros dias da amamentação, é rico em nutrientes e substâncias protetoras que funcionam como a primeira vacina do bebê. É uma substância viva, modulada, que faz modificações de acordo com as necessidades fisiológicas do bebê para combater doenças”, afirmou a pediatra do BLH, Marlene Roque Assumpção.


Apoio à amamentação e a doação de leite humano foram questões
abordadas pela equipe do BLH

A Feira também proporcionou à população um espaço de conscientização e socialização sobre os direitos sociais. “Diante de movimentos antivacinas, precisamos utilizar essas oportunidades para esclarecer e conscientizar o cidadão sobre os benefícios da vacina. É muito importante que as pessoas entendam que a vacinação é um direito da criança, precisamos protegê-las de doenças que já existiram e estão erradicadas graças à imunização. Queremos crianças saudáveis e protegidas”, ressaltou Aline de Carvalho Martins, assistente social da Coordenação Técnica de Serviço Social do IFF.


A Feira também proporcionou à população um espaço de conscientização
e socialização sobre os direitos sociais

Entre os estandes, estavam a Associação Nacional de Osteogênese Imperfeita (Anoi) e a Associação Anjos da Guarda que abordaram informações e orientações sobre doenças raras. A Biblioteca de Manguinhos também atraiu a criançada com um mergulho no mundo das ideias, dos sonhos e da imaginação, os voluntários do Núcleo de Apoio a Projetos Educacionais e Culturais (Napec) conduziram a leitura de pequenos contos e de clássicos da literatura. Marcaram presença também o Núcleo de Apoio aos Profissionais que atendem crianças e adolescentes vítimas de maus-tratos (NAP), que abordou assuntos referentes à prevenção da violência contra crianças e adolescentes, além da Ginecologia, que levou à feira orientações sobre saúde da mulher.

Campanha Nacional de Vacinação  

Lançada no início deste mês, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo prioriza dois grupos. O primeiro período vai de 7 a 25 de outubro e imuniza crianças de 6 meses a menores de 5 anos, com o dia D de vacinação, que aconteceu em 19 de outubro. Já o segundo período, previsto para iniciar em 18 de novembro, será direcionado para adultos entre 20 e 29 anos que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação.

A meta é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos. Para viabilizar a ação, o Ministério da Saúde garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.



Informações Adicionais