Empoderar famílias incentiva a amamentação

A Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM) é celebrada todos os anos de 1° a 7 de agosto, em mais de 170 países, como iniciativa da Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, conforme suas siglas em inglês), entidade que trabalha em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e coordena, a cada ano, a comemoração desta semana com o objetivo de promover a amamentação natural e melhorar a saúde de bebês em todo o mundo. No mesmo mês, o Brasil celebra o Agosto Dourado, projeto que também fomenta a amamentação, tendo a cor dourada em homenagem ao padrão ouro de qualidade do leite materno. O slogan este ano é inclusivo e busca ação: “Empoderar mães e pais, favorecer a Amamentação: hoje e para o futuro!”.

Assim, o Centro de Referência Nacional de Bancos de Leite Humano (BLH) e o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) se juntam à campanha, apoiando a divulgação e promoção do tema central deste ano, que almeja visibilizar a importância do envolvimento de todo o entorno dos pais em fase de amamentação – e não só da mãe – para otimizar a prática do aleitamento materno como fonte exclusiva de nutrição nos primeiros seis meses de vida e como fonte complementar até os dois anos de idade.

mbora a amamentação seja tradicionalmente considerada domínio da mãe, quando os pais, famílias e a sociedade a apoiam, as taxas de amamentação aumentam. Diante disso, a campanha promove a noção de que adotar uma abordagem inclusiva sobre o aleitamento materno; que agregue pais, amigos, familiares, colegas de trabalho e comunidade é fundamental para criar um entorno propício, que permita às mães amamentar de forma otimizada.


Objetivos da Semana Mundial de Aleitamento Materno em 2019

Segundo a integrante do Comitê de Aleitamento Materno do IFF/Fiocruz, Aricele Ferreira dos Santos, uma mãe que está amamentando precisa contar com uma rede de apoio. “Antes, o foco era dar toda a informação para a mãe, mas hoje sabemos da importância de envolver as famílias; o pai precisa saber dos limites que a mulher pode ter, por exemplo, o quanto o estresse influencia os hormônios e na produção e descida do leite. A rede de apoio da mãe deve ter ciência que essa mãe pode ser envolvida por uma série de sentimentos, entre os quais de achar que não vai dar conta de alimentar seu filho somente com o seu leite. Por isso a importância desta rede apoio para dar conforto e segurança. O apoio vem através do companheiro, da família, dos vizinhos, do trabalho e dos profissionais da saúde envolvidos, para essa mãe saber a quem pode recorrer para tirar dúvidas, ser orientada e apoiada, seja através da Atenção Básica, do Banco de Leite Humano, da Maternidade, para ela se empoderar e se sentir confiante para amamentar”.

Aricele Ferreira acrescentou que duas coisas são fundamentais para incentivar o aleitamento materno:  informação e apoio. “Só a informação não é suficiente, a rede próxima à mãe deve apoiá-la e se colocar no lugar dela. Sempre é apresentado que amamentar é uma questão fisiológica, que a mulher vai colocar o bebê no peito e tudo vai transcorrer naturalmente, mas nem sempre assim. São vários fatores que contribuem para o sucesso da amamentação, e o principal é que a mulher se sinta confiante, apoiada e capaz de amamentar”.

Sobre a importância das políticas públicas inclusivas no empoderamento para incentivar a amamentação, a gerente do BLH do IFF/Fiocruz, Danielle Aparecida da Silva, concluiu: “atualmente, o Brasil conta com políticas inclusivas na área de aleitamento humano, para além da licença-maternidade e a licença-paternidade. Desde 2008, o Programa Empresa Cidadã estende tal licença em até seis meses, período indicado pela OMS para o aleitamento materno exclusivo, mas, infelizmente, este projeto ainda não alcançou 100% das empresas em nosso país. Outras políticas que favorecem a amamentação, como a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), os Bancos de Leite Humano (BLHs), a Unidade Básica Amiga da Amamentação (IUBAM), a Rede Amamenta e Alimenta e Mulher Trabalhadora que Amamenta permitem que a informação e locais de apoio estejam próximos à mãe e às suas famílias para facilitar que a amamentação ocorra da forma exclusiva recomendada”.

O aleitamento materno é a maneira ideal de fornecer às crianças os nutrientes que elas necessitam para um desenvolvimento saudável, por isso, é um dos melhores investimentos para salvar vidas e melhorar a saúde e o desenvolvimento social e econômico de indivíduos e nações. Todos podem apoiar este processo, pois a amamentação é um esforço de equipe.

Serviço:

As atividades em comemoração à SMAM 2019 e ao Agosto Dourado contemplam:

Quarta-feira, dia 31 de julho:

  • Lançamento da Campanha Oficial, em Brasília;

Segunda-feira, 5 de agosto:

  • 8h às 13h, Evento sobre Empoderar para favorecer a Amamentação. Local: Auditório A do IFF/Fiocruz, Av. Rui Barbosa 716, Flamengo - Rio de Janeiro (RJ);
  • 14h, Roda de Conversa com famílias da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal do IFF/Fiocruz, com o tema: Empoderando mães e pais para fortalecer a Amamentação. Endereço: Banco de Leite Humano do Instituto Fernandes Figueira, Av. Rui Barbosa 716, Flamengo - RJ;
  • 10h às 17h, Sala de Aleitamento Materno no Shopping Via Parque com várias atividades da SMAM e do Agosto Dourado. Endereço: Av. Ayrton Sena 3000, Barra da Tijuca – RJ;

Terça-feira, 6 de agosto:

  • 10h às 17h, Sala de Aleitamento Materno no Shopping Via Parque – RJ;

Quarta-feira, 7 de agosto:

  • 9h às 13h, Palestra sobre Empoderar para favorecer a Amamentação, na Secretaria de Estado de Saúde (SES). Endereço: Rua México, 128 – Auditório 10º andar-, Centro – RJ;
  • 10h às 17h, Sala de Aleitamento Materno no Shopping Via Parque – RJ;

Quinta-feira, 8 de agosto:

  • 14h, Roda de Conversa sobre Empoderar para favorecer a Amamentação, na Petrobras, somente para servidoras, Centro - RJ;
  • 10h às 17h, Sala de Aleitamento Materno no Shopping Via Parque – RJ;

Sexta-feira, 9 de agosto:

  • 10h às 17h, Sala de Aleitamento Materno no Shopping Via Parque – RJ;

Segunda-feira, 19 de agosto:

  • 14h, Roda de Conversa com mães doadoras: Empoderar para favorecer a Amamentação, no Banco de Leite Humano do IFF/Fiocruz - RJ;

Sábado, 31 de agosto:

  • 10h às 12h, Roda de Conversa sobre Empoderar para favorecer a Amamentação, na Loja Abracadabra, do Rio Sul – RJ.

Para mais informações:

Site: https://rblh.fiocruz.br/pagina-inicial-rede-blh
Se está em fase de amamentação e tem interesse em se tornar doadora, entre em contato com o Banco de Leite Humano do IFF/Fiocruz através do telefone 0800 026 8877.




Informações Adicionais