Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e da Mulher (PPGSCM) comemora 30 anos

Nos últimos 19 e 20/10, o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) comemorou os 30 anos do Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e da Mulher (PPGSCM). Nesse contexto, a Coordenação do Programa celebrou com encontros que reuniram a comunidade de ensino e pesquisa do Instituto no Anfiteatro A do Centro de Estudos Olinto de Oliveira (CEOO).


Mesa de abertura: Tecendo memórias nas nossas representações institucionais

Entre rodas de conversa sobre a trajetória do PPGSCM, balanços e perspectivas da saúde da mulher, da criança e dos adolescentes e jovens, alunos, antigos e atuais professores e convidados relacionados às áreas de ensino e pesquisa do Instituto refletiram sobre suas memórias das barreiras superadas e os espaços conquistados pelo Programa. Segundo o atual coordenador do Programa, Marcos Nascimento, o aniversário criou a oportunidade para aprofundar e ampliar diálogos no reencontro com pessoas muito valiosas para o PPGSCM. “Esta é a ocasião de ouvir da voz dos protagonistas as histórias sobre a sua construção, além de comemorar sua trajetória com os presentes”, destacou Nascimento.

Na mesa de abertura, intitulada Tecendo memórias nas nossas representações institucionais, a coordenadora de Desenvolvimento Institucional do IFF/Fiocruz, Maria Auxiliadora Mendes Gomes, celebrou com orgulho ser fruto desse programa de pós-graduação. “A minha vida é marcada pela passagem por ele, que foi absoluta e completamente inovador para os outros programas do Brasil na época. A partir do surgimento do PPGSCM, os demais tiveram que se reavaliar para uma perspectiva multidisciplinar, como a proposta pelo professor Barbieri e abraçada pela Fiocruz, de expandir-se e receber profissionais de outras áreas da saúde”, observou.


Ana Lúcia Tiziano ressaltou a importância do PPGSCM para o Instituto

“Na atualidade, nós temos uma rede de profissionais da casa e do Sistema Único de Saúde (SUS) que foram formados por este programa de Pós-graduação e que contribuíram muito para articular ensino, pesquisa, práticas e atenção com políticas públicas. Hoje o PPGSCM é um componente fundamental para que o Instituto cumpra sua missão de promover a saúde da mulher, da criança e do adolescente com uma perspectiva de saúde coletiva”, acrescentou a este respeito a chefa do gabinete da Direção do IFF/Fiocruz, Ana Lúcia Tiziano.  

Na mesa Memórias do Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e da Mulher: revisitando histórias, uma das intervenções mais celebradas por todos os presentes foi a do mentor do PPGSCM, o professor Marco Antônio Barbieri, que fez uma retrospectiva do que foram as bases durante a sua formação para a criação do Programa como uma nova proposta de ensino e pesquisa, até os compromissos sociais do estudante e do professor-pesquisador de hoje. “Com o paradigma de pesquisar as coisas, mas também socializá-las, queríamos proporcionar que o aluno com formação em pediatria ampliasse sua formação para outras áreas”, comentou Barbieri, explicando a luta que realizaram no início para a constituição e consolidação do PPGSCM, que, aos poucos, conquistou reconhecimento dentro e fora da comunidade médica do Instituto.


Comemoração contou com a presença do mentor do PPGSCM, Marco Antônio Barbieri

Para uma das coordenadoras de Pesquisa do Instituto, Maria Elisabeth Lopes Moreira, “a Instituição pode ser dividida em dois momentos: antes e depois da constituição deste programa de pós-graduação”. De acordo com ela, este teve seu diferencial para os alunos que também atuavam como profissionais do IFF/Fiocruz. “Tornou a todos melhores médicos, enfermeiros, profissionais da saúde em geral e inclusive melhores seres humanos, pois nos fez capazes de pensar no cuidado levando em conta um conjunto de situações que envolve a saúde para além do corpo”, concluiu a pesquisadora.

Durante a comemoração, diferentes gerações de professores, e alunos que se tornaram professores, foram reconhecidos por sua excelente contribuição na consolidação do Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e da Mulher do IFF/Fiocruz.


Entrega de placas de reconhecimento aos precursores do PPGSCM

PPGSCM ontem e hoje

O mestrado em Saúde da Criança, que começou no ano 1988 sob coordenação do professor Marco Antônio Barbieri, foi a origem do atual PPGSCM. Ele significou um passo importante no avanço do ensino desta especialidade com um enfoque na saúde coletiva, sem estar limitado à abordagem clínica, próprio dos mestrados e doutorados em pediatria da época. O crescimento e força, dentro e fora da Fiocruz e do SUS, de um modelo de ensino com esse olhar da saúde coletiva permitiu que, ao longo desses 30 anos, o PPGSCM tenha formado 462 mestres, 181 doutores, e, atualmente, tenha 25 mestrandos e 47 doutorandos em formação.

Informações Adicionais